mar 18

10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Obesidade

A obesidade é uma doença crônica, que afeta um número elevado de pessoas por todo o mundo. Porém, opção por uma rotina alimentar saudável e a prática de exercícios físicos podem contribuir com a prevenção e tratamento. Confira abaixo as 10 Coisas que Você Precisa Saber sobre a Obesidade:

1 – A obesidade é caracterizada pelo acúmulo de gordura corporal e pode acarretar graves problemas de saúde e levar até à morte. Segundo dados do IBGE, o Brasil tem cerca de 27 milhões de pessoas consideradas obesas. Somando o total de indivíduos acima do peso, o montante chega a quase 75 milhões. Continue reading

fev 06

Exercícios e síndrome da dor femoropatelar

A síndrome da dor femoropatelar (SDFP) é muito comum entre adolescentes e adultos jovens. Sua prevalência é alta porque pode ocorrer em pacientes com diferentes níveis de atividades físicas. O sintoma mais comum é a dor em torno da patela quando o indivíduo se senta com os joelhos flexionados ou quando realiza exercícios como subir escadas ou agachamentos.

A etiologia da SDFP é bastante discutida na literatura, porém um consenso ainda não foi definido. Sabe-se que alterações físicas e biomecânicas na articulação patelofemoral e desequilíbrios musculares resultam em dores o que se agrava durante as atividades funcionais. Existem diversos fatores relacionados com o equilíbrio estático e dinâmico que contribuem para o surgimento da SDFP. De etiologia multifatorial considera-se atualmente o mau alinhamento do membro inferior, o desequilíbrio da musculatura extensora, a insuficiência do vasto medial, fraqueza da musculatura do quadril, atividade excessiva, a diferença entre o início da contração muscular do vasto medial e o vasto lateral e a incongruência entre a patela e o sulco troclear como fatores contribuintes para a origem da dor anterior do joelho. Continue reading

fev 06

Treinamentos com cargas leves causam hipertrofia tanto quanto treinamentos com cargas pesadas

cargas levesAcredita-se que para obter ganhos significativos de massa muscular, o treinamento deve ser realizado com séries de 8 a 15 repetições com cargas pesadas.

Décadas de pesquisas nos dizem que levantar cargas pesadas é a única forma eficaz de aumentar a força e a massa muscular. Pesos leves com repetições elevadas são incapazes de proporcionar sobrecargas suficientes para ganhos de força e hipertrofia muscular. De fato, o princípio da sobrecarga nos diz que para haver ganhos o corpo humano deve ser forçado a adaptar-se a uma carga de trabalho que esteja acima e além do que já tenha experimentado.

Ratamess et al (2009) afirma que contrações com cargas elevadas (isto é, ≥ 70% de 1 RM) devem ser realizadas para proporcionar um estímulo ótimo ao crescimento muscular. 1 RM significa uma repetição máxima, ou seja, a quantidade máxima de peso que pode ser levantada através de um movimento completo.

Recentemente, no entanto foi estabelecida que a síntese de proteínas miofibrilares já é estimulada com cargas superiores a 60% de 1 RM (Kumar et al., 2008).

O American College of Sports Medicine recomenda uma resistência mínima de 60-70% de 1 RM para sujeito iniciantes e cargas entre 80-100% para sujeitos avançados.

No entanto, alguns estudos recentes demonstraram que o treinamento de força com cargas mais leves foi capaz de promover um crescimento muscular semelhante ao treinamento com cargas mais elevadas. Continue reading

fev 06

Treinamento aeróbico para crianças

vo2criancasO volume máximo de oxigênio (VO2max) representa uma variável indispensável na avaliação da capacidade aeróbica de crianças. O VO2max aumenta ao longo da segunda infância de acordo com o aumento das dimensões corporais. Crianças com idades inferiores aos 12 anos não apresentam diferença significativas entre os gêneros, embora os meninos obtenham valores no VO2 max maiores a partir dos 5 anos de idade. Geralmente as crianças apresentam um VO2max relativamente alto (48 e 58ml/kg.min). Valores bem acima daquele que indica um bom nível de condicionamento aeróbico de sujeitos adultos (42 ml/kg/min).

Alguns estudos investigaram a diferença entre gêneros num programa de treinamento aeróbico sobre o VO2max de crianças impúberes. Um destes estudos investigou 85 crianças entre 10 e 11 anos de idade. 35 crianças (17 meninas e 18 meninos) foram envolvidas em um programa de treinamento de corrida de 13 semanas e 50 crianças (22 meninas, 28 meninos) participaram do grupo controle. Cada criança foi avaliada em um teste progressivo e contínuo em um ciclo ergômetro antes e após o período de treinamento de 13 semanas sob as mesmas condições e procedimentos. O consumo de oxigênio, dióxido de carbono, ventilação e frequência cardíaca (FC) foram monitorados continuamente durante o teste. Continue reading

fev 06

Desigualdade social no comportamento de saúde do brasileiro

Um estudo desenvolvido na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp analisou os atuais padrões de comportamentos relacionados à saúde, apontando que eles estão definindo, a curto e médio prazo, o futuro perfil dos riscos de incidência de doenças e mortes no Brasil. O estudo transversal de base populacional – realizado a partir dos dados de 49.025 brasileiros, entre 20 e 59 anos – demonstrou ainda, como as desigualdades sociais, relacionadas a esses comportamentos, estão determinando, concomitantemente, as desigualdades sociais na morbidade e na mortalidade dos indivíduos.

Continue reading

fev 01

Permanecer muito tempo sentado prejudica a longevidade

Até 4% das mortes no mundo poderiam ser evitadas apenas reduzindo o tempo que as pessoas permanecem sentadas ao longo do dia. Isso representa 433 mil pessoas por ano. Os dados são de um estudo realizado por pesquisadores da USP e da Universidade Federal de Pelotas. “No limite, reduzindo o tempo sentado em até 3 horas por dia, seriam evitadas 4% de mortes. Continue reading

jan 31

Magnésio e a Saúde Cardiovascular

O magnésio é um mineral biologicamente ativo encontrado em grãos integrais, vegetais de folhas verdes e nozes. Na população ocidental, como os Estados Unidos, o consumo de magnésio é inadequado. Em estudos com animais, a deficiência de magnésio mostrou acelerar a aterosclerose, e a suplementação de magnésio mostrou suprimir o seu desenvolvimento. Observações epidemiológicas têm associado à baixa ingestão de magnésio com vários resultados adversos para a saúde, incluindo resistência à insulina, síndrome metabólica, diabetes tipo 2, hipertensão, e doenças cardiovasculares. Continue reading

jan 30

Aumento de sonolência está relacionada ao peso da pessoa

Pesquisa apresentada na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP relacionou o consumo de carboidratos por trabalhadores noturnos com seu grau de sonolência, sugerindo que pessoas com sobrepeso e obesidade estão mais propensas a sentirem mais sono quanto maior for a ingestão desse nutriente. A autora do estudo, a nutricionista Patricia Xavier Soares de Andrade Nehme, realizou a intervenção alimentar com os funcionários da segurança de uma empresa da Baixada Santista, controlando alguns fatores da alimentação dos funcionários. Continue reading
jan 29

Os Ritmos Biológicos e os Horários Escolares

Uma cena bastante comum é a de um adolescente dormindo no carro enquanto o pai ou a mãe o leva para escola bem cedinho. Na escola, a primeira hora é de muitos bocejos, espreguiçadas e eventuais cochilos na carteira. É claro, diria um pai ou uma mãe, ele (a) fica vendo televisão até tarde, depois reclama de acordar cedo!

Todos sabemos que a adolescência é uma etapa de transição, marcada por diversos conflitos e novos desafios para o jovens. E é também uma fase em que o organismo passa por uma série de mudanças. A esse processo de modificações orgânicas dá-se o nome de puberdade e parece que a puberdade modifica os ritmos biológicos. Continue reading

jan 27

Musculação e o medo de ganhar peso

Você tem medo de aumentar o seu peso com a musculação? Pois saiba que a longo prazo, a musculação é uma das atividades que mais ajuda a emagrecer de forma saudável. Mas não é só você que pensa desta forma, na verdade, muitas pessoas acreditam que a musculação atrapalha o processo de emagrecimento, pois embora haja uma perda da porcentagem de gordura, há também um aumento da massa magra (massa muscular), podendo não apresentar perda de peso na balança. Continue reading