Histórico do Futsal

O surgimento do Futsal data-se da década de 30 na cidade de Montividéu (Uruguai), onde as peladas de várzea começaram a ser adaptadas as quadras de basquete e pequenos salões.  

Porém, as primeiras regras do Futebol de Salão foram redigidas em 1933 – fundamentadas no futebol, basquetebol, handebol e pólo aquático – pelo Professor de Educação Física da ACM – Associação Cristãs de Moços / Uruguai, Juam Carlos Ceriani.

No início as “equipes” variavam em número, tendo cinco, seis e até sete jogadores, sendo pouco a pouco fixado o limite de cinco. As bolas eram de crina vegetal ou serragem, sofrendo sucessivas modificações, inclusive com o uso de cortiça granulada.

Como as bolas de ar utilizadas depois, saltavam muito e saiam freqüentemente das quadras, posteriormente tiveram seu tamanho diminuído e o peso aumentado. Daí o fato do Futebol de Salão ser chamado de “esporte da bola pesada”.  

No Brasil, o Futebol de Salão também dava seus primeiros passos na década de 30, onde temos referência de uma publicação de normas e regulamentações para a prática do esporte, na Revista de Educação Física em 1936, no estado do Rio de Janeiro. 

As ACMS do Rio de Janeiro e de São Paulo foram as protagonizadoras das prática do Futebol de Salão no Brasil e devido ao entusiasmo de alguns praticantes o esporte começa ser mais divulgado, chegando até os clubes recreativos e escolas regulares, ganhando cada vez mais popularidade, surgindo assim a necessidade de se aperfeiçoar e unificar as regras para a prática do jogo em todo o território nacional, já na década de 40. 

Em 1949 a ACM do Rio de Janeiro organiza o primeiro torneio aberto de Futebol de Salão para meninos entre dez e quinze anos e em 1950 foi criada a comissão de Futebol de Salão da ACM de São Paulo, responsável pela organização de um grande campeonato aberto na cidade de São Paulo, estimulando com isso a formação de entidades oficiais e autonômas. 

Em julho de 1954, é fundada a 1ª entidade oficial, a Federação Metropolitana de Futebol de Salão do Rio de Janeiro e no ano seguinte, em 1955 a fundação da Federação Paulista de Futebol de Salão, que juntas foram responsáveis por promover os primeiros intercâmbios da modalidade em território nacional. 

Ainda na década de 50, em 1958 a então, Confederação Brasileira de Desportos (CBD), oficializa a prática do Futebol de Salão em âmbito nacional, tendo como filiadas as Federações Estaduais, de forma a aperfeiçoar e unificar as regras com o objetivo de realizar competições a nível nacional, envolvendo clubes e seleções estaduais. 

Nas décadas de 60 e 70 o Futebol de Salão, como desporto organizado e regulamentado ganha o continente, com a Confederação Sul Americana de Futebol de Salão, que na oportunidade contou com a filiação de quase todos os países da América do Sul. Desta forma, começaram a surgir os primeiros campeonatos sul americanos de clubes e seleções. 

Em 1971 é fundada no Rio de Janeiro, a Federação Internacional de Futebol de Salão (FIFUSA), contando com a filiação de 32 países que praticavam o futebol de salão nos moldes brasileiros. O primeiro presidente da FIFUSA é o brasilerio, João Havellange. 

No final da década de 70, com as mudanças na estrutura esportiva do país, é extinta a CBD, originando diversas confederações, dentre elas a de Futebol de Salão (CBFS), com sede no Rio de Janeiro. 
Em 1982 a CBFS já consegue sua sede própria e em 1982 é realizado o primeiro campeonato Mundial de Seleções de Futebol de Salão, no Ginásio do Ibirapuera / SP e o Brasil torna-se o primeiro campeão vencendo o Paraguai. 
A década de 80 representa a grande mudança na trajetória do até então Futebol de Salão, pois a partir da sua fusão com o Futebol de Cinco (prática esportiva reconhecida pela FIFA), surgindo então o FUTSAL, terminologia adotada para identificar esta fusão no contexto esportivo internacional. 

Com sua vinculação a FIFA o Futsal deu grande passo para se tornar um esporte olímpico, tendo os Jogos Olímpicos de Sidney / 2000, na Austrália a oportunidade de participar como esporte-exibição e recentemente por intermédio de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, o Futsal é incluído nos jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro. A Federação Paulista de Futsal lança um projeto em prol do Futsal: “Eu Quero Futsal Olímpico”. 

Tendo em vista isso, embora as primeiras regras tenham surgido no Uruguai, nada foi feito naquele País no sentido de aperfeiçoá-lo ou divulgá-lo, cabendo aos brasileiros a responsabilidade pelo crescimento, divulgação e ordenação do Futsal como modalidade esportiva. De tal forma podemos afirmar que devido a identificação, popularidade e dimensão alcançada no Brasil, o Futsal é um esporte genuinamente brasileiro.

REFERÊNCIAS 

  • LUCENA, Ricardo. Futsal e iniciação. Rio de Janeiro: Sprint, 1998.

Prof. Lomeu de Malaquias Lomêu
Especialista em Treinamento Desportivo – UFMG

12 thoughts on “Histórico do Futsal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


8 − oito =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>