Apr 20

Exercícios e síndrome da dor femoropatelar

A síndrome da dor femoropatelar (SDFP) é muito comum entre adolescentes e adultos jovens. Sua prevalência é alta porque pode ocorrer em pacientes com diferentes níveis de atividades físicas. O sintoma mais comum é a dor em torno da patela quando o indivíduo se senta com os joelhos flexionados ou quando realiza exercícios como subir escadas ou agachamentos.

A etiologia da SDFP é bastante discutida na literatura, porém um consenso ainda não foi definido. Sabe-se que alterações físicas e biomecânicas na articulação patelofemoral e desequilíbrios musculares resultam em dores o que se agrava durante as atividades funcionais. Existem diversos fatores relacionados com o equilíbrio estático e dinâmico que contribuem para o surgimento da SDFP. De etiologia multifatorial considera-se atualmente o mau alinhamento do membro inferior, o desequilíbrio da musculatura extensora, a insuficiência do vasto medial, fraqueza da musculatura do quadril, atividade excessiva, a diferença entre o início da contração muscular do vasto medial e o vasto lateral e a incongruência entre a patela e o sulco troclear como fatores contribuintes para a origem da dor anterior do joelho. Continue reading

Apr 16

Seja ativo nos diferentes estágios da vida…

old_woman_walking… e tenha uma boa saúde para a vida toda.

Comer bem e ser fisicamente ativo é importante em todas as fases da vida, não importa quão jovem ou velho somos.

O fato de nossos corpos precisarem de coisas diferentes nos diferentes estágios de nossa vida, o que comemos e bebemos, os tipos e quantidades de atividades físicas e suas necessidades, podem variar ao longo da vida. As necessidades nutricionais nos primeiros anos de vida diferem, por exemplo, daquelas do período médio da infância, da adolescência e da fase adulta.

No início da vida

Desde o início, alimentação saudável e atividade física fazem uma grande diferença para a nossa saúde. O período da gravidez é um momento muito importante. A mãe deve se manter ativa e se alimentar adequadamente para dar ao seu filho o melhor começo de vida possível.

As alterações fisiológicas decorrentes de uma gravidez sem complicações, não representam nenhuma contraindicação para a prática de atividades físicas, assim como não se espera qualquer tipo de lesão ao feto. Alguns casos apresentam contraindicações relativas e absolutas de origens médicas e ginecológicas que devem ser observadas.  Continue reading

Apr 09

Podemos confiar nas estimativas de gastos calóricos apresentadas pelas esteiras ergométricas?

esteiraCaminhar e correr numa esteira ergométrica são exercícios muito utilizados em programas de controle do peso corporal e de redução dos fatores de risco de doenças coronárias.

Em um programa de emagrecimento, pode-se alterar o balanço energético através da redução do consumo calórico, do aumento do gasto calórico ou por ambos.

O consumo calórico pode ser avaliado por meio do hábito alimentar, usando  diários alimentares ou listas de checagem de alimentos. A interpretação destas informações permite uma prescrição correta da ingestão alimentar.

O gasto energético diário pode ser determinado pela taxa metabólica basal (60% a 70%), pelo efeito térmico dos alimentos (10%) e pelo gasto de energia  com atividade física. A atividade física corresponde cerca de 20 a 30% do gasto energético total em um indivíduo adulto e representa um componente capaz de ser facilmente manipulado. Ou seja, podemos aumentar de forma significativa o nosso gasto calórico diário com o aumento da atividade física.

A prescrição de exercícios numa esteira ergométrica, além de sua intensidade e duração, em alguns casos também requer a quantificação do gasto calórico por ela provocado. Continue reading

Apr 08

Planos e eixos de movimento

ginasticaartisticaO movimento humano é descrito em diferentes dimensões com base em diferentes planos e eixos de movimento. Todos os planos e eixos são definidos em função de um movimento que ocorre em uma dada articulação e todos os movimentos são definidos em função de seus planos e de seus eixos.

Os planos são linhas imaginárias que dividem os segmentos corporais em partes nas quais descrevemos a linha ou área de trajetória de determinado movimento.

Os planos de movimento do corpo são classificados em 3 diferentes tipos: sagital, frontal e transverso.

Os eixos são linhas imaginárias que atravessam os planos de forma perpendicular. É ao redor dos eixos que os movimentos são realizados. São classificados em 3 diferentes tipos: lateral, antero-posterior e longitudinal. Continue reading

Apr 01

Treinamentos com cargas leves causam hipertrofia tanto quanto treinamentos com cargas pesadas

cargas levesAcredita-se que para obter ganhos significativos de massa muscular, o treinamento deve ser realizado com séries de 8 a 15 repetições com cargas pesadas.

Décadas de pesquisas nos dizem que levantar cargas pesadas é a única forma eficaz de aumentar a força e a massa muscular. Pesos leves com repetições elevadas são incapazes de proporcionar sobrecargas suficientes para ganhos de força e hipertrofia muscular. De fato, o princípio da sobrecarga nos diz que para haver ganhos o corpo humano deve ser forçado a adaptar-se a uma carga de trabalho que esteja acima e além do que já tenha experimentado.

Ratamess et al (2009) afirma que contrações com cargas elevadas (isto é, ≥ 70% de 1 RM) devem ser realizadas para proporcionar um estímulo ótimo ao crescimento muscular. 1 RM significa uma repetição máxima, ou seja, a quantidade máxima de peso que pode ser levantada através de um movimento completo.

Recentemente, no entanto foi estabelecida que a síntese de proteínas miofibrilares já é estimulada com cargas superiores a 60% de 1 RM (Kumar et al., 2008).

O American College of Sports Medicine recomenda uma resistência mínima de 60-70% de 1 RM para sujeito iniciantes e cargas entre 80-100% para sujeitos avançados.

No entanto, alguns estudos recentes demonstraram que o treinamento de força com cargas mais leves foi capaz de promover um crescimento muscular semelhante ao treinamento com cargas mais elevadas. Continue reading