Alimentação e o colesterol

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como se alimentar para controlar a taxa de colesterol no sangue. Há algum tempo atrás muitos pensavam que o colesterol alimentar, ou seja, os alimentos ricos em colesterol, eram os grandes vilões no aumento do colesterol no sangue. Atualmente, sabemos que os componentes da dieta que possuem maior influência na taxa de colesterol sanguíneo são as gorduras, e não o colesterol alimentar.

As gorduras consideradas “ruins” como as gorduras saturadas, encontradas principalmente em alimentos de origem animal tais como carnes gordas, pele de aves, leite integral e derivados, etc, e a gordura trans, encontrada sobretudo em alimentos industrializados na forma de gordura hidrogenada, são as principais responsáveis pelo aumento do colesterol LDL ou “ruim”, aquele que leva as partículas de gordura até a parede dos vasos, onde elas se depositam e podem provocar seu entupimento.

Existem também as gorduras consideradas benéficas, como as gorduras insaturadas, que se subdividem em monoinsaturadas e poliinsaturadas, e que quando consumidas em quantidades adequadas, podem ajudar a reduzir o colesterol LDL ou “ruim” no sangue.

Já o colesterol que encontramos nos alimentos exerce menor influência na taxa de colesterol no sangue, o que não significa que ele não deve ser restrito na dieta. Lembre-se de que alimentos de origem vegetal (frutas, legumes, verduras, grãos, sementes, etc) não possuem colesterol, somente os alimentos de origem animal (carnes, leite e ovos) têm colesterol.

Uma alimentação balanceada, rica em frutas, verduras, legumes, grãos integrais, etc. é indicada para todos os indivíduos, especialmente para aqueles que pretendem manter as taxas de colesterol no sangue em níveis desejáveis. O ideal é que não haja exageros na quantidade de gorduras consumida e que saibamos escolher as melhores fontes de gorduras. Para isso, devemos priorizar alimentos que forneçam maior proporção de gorduras do tipo insaturadas, como a maioria dos alimentos de origem vegetal, e evitar alimentos ricos em gordura saturada e colesterol e os que contenham gordura trans.

Saiba as principais fontes de cada tipo de gordura:

Gorduras Saturadas
Gordura Trans
Gorduras Mono e Poliinsaturadas
Carnes gordas ou com gordura aparente
Pele de aves
Bacon, toucinho, banha
Frios e embutidos (salsicha, lingüiça, salame, presunto, etc.)
Leite e iogurte integral
Queijos amarelos (prato, mussarela, provolone, parmesão, cheddar, etc)
Catupiry e requeijão
Manteiga e creme de leite
Gema de ovo
Chocolates
Coco e leite de coco
Azeite de dendê e óleo de palma
Pães recheados com queijos e folhados
Doces com creme, chocolate, leite integral, etc.
Produtos que contenham
gordura hidrogenada

Exemplos:
Sorvetes cremosos
Margarinas hidrogenadas
Biscoitos em geral
Misturas para bolos
Macarrão instantâneo
Etc.
Óleos vegetais (soja, canola, girassol, milho, azeite, etc)
Oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc)
Sementes oleaginosas (gergelim, linhaça, girassol, abóbora, etc)
Abacate
Azeitona
Peixes como salmão, atum, truta, anchova, sardinha, etc.

Texto: Carolina Maciel Nogueira
Nutricionista SBC/Funcor

Fonte:
Sociedade Brasileira de Cardiologia

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *