Aug 31

Cai o número de brasileiros que joga futebol no lazer

futebolelazerA paixão dos brasileiros pelo futebol pode ser grande, mas o número de pessoas que faz do esporte uma atividade física de lazer caiu. De 2006 a 2012, o percentual foi de 9,1% para 7,2%, uma redução de 20% em sete anos.

O futebol foi ultrapassado pela musculação/ginástica (aumento de 7,9% para 11,2%) e se tornou a terceira atividade física mais praticada nas horas de folga dos brasileiros. Em primeiro está a caminhada (em torno de 18% entre 2006 e 2012). Continue reading

Feb 24

Illinois Agility Test Run

illinoisA maioria dos esportes coletivos exige agilidade e a capacidade de mudança de direção durante a corrida em alta velocidade. Dentre estes esportes podemos citar o basquetebol, futsal, futebol, rugby e o handebol.

Nestes esportes, a capacidade de deslocamento com mudança de direção representa uma vantagem atlética. O Illinois Agility Test Run é um teste capaz de mensurar esta habilidade. Continue reading

Jun 29

Especialização Precoce no Esporte

O conhecimento científico atual não justifica, em nenhuma hipótese, a especialização precoce, do que quer que seja. Por exemplo, não haveria nenhum mal no fato de uma criança de cinco anos aprender a ler. Haveria mal sim, se o aprendizado da leitura tomasse o seu tempo de ser criança. A natureza organiza-se na diversidade e não na especialidade. Os organismos, de modo geral, antes de se especializarem, se diversificam.

Os prédios, antes de serem construídos, recebem um alicerce. Há princípios gerais que merecem ser lembrados, quando do ensino do esporte. Por exemplo, nenhuma criança aprenderá tanto quanto em seu primeiro momento de vida. Nenhuma criança aprenderá tanto quanto em seu primeiro minuto de vida. Nenhuma criança aprenderá tanto quanto em sua primeira hora de vida; e assim por diante. É um princípio lógico; quando nasce uma criança, ela nada sabe ainda, portanto, poderá aprender tudo. Continue reading

Jun 28

Adequação física à periodização tática

Uma abordagem em função à preparação do jogo

Para que possamos compreender o presente texto, faz-se necessário algum conhecimento sobre treinamento desportivo e periodização tática no futebol. Pois bem, vejamos, a seguir, o trecho escrito por Teodorescu (2003), adaptado, no que diz respeito à metodologia da preparação da equipe para o jogo, mais especificamente em relação à gradação e alternância do esforço:“Como padrão do esforço, consideraremos, convencionalmente, aquele que se emprega no jogo oficial, ao qual se atribui o índice 100. Esse índice 100 é geralmente apreciado como esforço maximal, sendo considerado ponto máximo de solicitação em esforço, ponto máximo da intensidade. Mas, ponto máximo da intensidade do esforço no ciclo semanal pode também ser considerada como uma intensidade que ultrapassa ou se situa abaixo de 100, mas que representa a mais intensa solicitação na respectiva semana”. Continue reading
Jun 26

Métodos de ensino-aprendizado-treinamento no futebol e no futsal

A combinação dos diversos métodos parece ser a forma mais apropriada, tendo como ponto crucial o momento que deve ser introduzido um tipo de exercício ao treinamento

A aprendizagem consiste na alteração de um comportamento. No contexto das modalidades esportivas coletivas, isso implica tanto em mudanças nos aspectos motores quanto em aspectos cognitivos do desempenho. Nessas modalidades esportivas, o processo de aprendizagem (treinamento) se torna um pouco mais complexo em razão da interação da resposta motora com a tomada de decisão (cognitiva).

Além disso, o desempenho esportivo, nessas modalidades, é executado em um ambiente aberto sob várias condições de oposição e cooperação, que aumentam bastante a imprevisibilidade do gesto esportivo. Esta característica do jogo tem de ser considerada no processo de ensino-aprendizagem e no desenvolvimento dos métodos de treinamento.

A aprendizagem do futebol é um tema que tem gerado muita polêmica entre estudiosos e treinadores, principalmente devido à existência de diversos métodos. Algumas indagações que envolvem esses métodos são: qual será o método que propicia melhor aprendizagem da técnica? A inteligência e a criatividade dos jogadores são aprimoradas da mesma forma por todos os métodos? Qual método provoca maior rapidez na aprendizagem de jogar o jogo?

Pensando nestas indagações, buscaremos abordar neste artigo, por revisão de literatura, os métodos utilizados no treinamento técnico e tático do futebol dividindo-os em três grandes classes: analítico, global e integrado.

Além de caracterizá-los, vamos também apontar suas vantagens e desvantagens. Dentro da literatura e da prática surgem diversos tipos de treinamento, com diferentes nomenclaturas, escolhemos dividir em três grandes classes para tentar facilitar a comparação entre os tipos de metodologia. Continue reading

Jun 26

Fatores que podem interferir na tomada de decisão do árbitro de futebol

Presença de barulho da multidão condicionando a marcação de infrações, desvantagem do time anfitrião no marcador, tempo de acréscimo e pagamentos sociais têm relação direta com atuação

Os árbitros de futebol são preparados para interpretar as regras do futebol de forma imparcial durante uma partida. Porém, eles podem mostrar um poder discricionário considerável, em particular ao acrescentar tempo extra, marcar penalidades, usar os cartões amarelos ou vermelhos e decidir os tiros livres ou impedimentos. Como consequência, os árbitros têm uma influência muito importante no resultado final de uma partida de futebol.

Vários estudos publicados em revistas científicas demonstraram uma gama de fatores que podem interferir na toma de decisão do árbitro no transcorrer de uma partida. Portanto, o objetivo deste trabalho foi fazer um levantamento destes estudos e apresentar de forma resumida suas conclusões.

Recentemente o técnico de futebol Vanderlei Luxemburgo comentou em várias emissoras de televisão que ele havia observado e tinha gravado em uma fita de vídeo uma partida de futebol sem a presença de torcedores. Nesta partida o árbitro apresentou menos cartões e várias faltas sinalizadas pelos árbitros quando o estádio esta cheio de torcedores lá não foram marcadas. Ou seja, na prática ele observou que o comportamento do árbitro durante uma partida sem torcida era totalmente diferente do seu comportamento quando o estádio estava tomado por uma multidão. Esta observação foi objeto de alguns estudos. Continue reading

Jun 26

Relação sexual e performance

disfuncaoeretilA famosa “concentração” é uma prática bem antiga que persiste até hoje. Dentre seus objetivos está o de manter o atleta longe do sexo no(s) dia(s) anterior(es) à competição. A favor dela estão os conservadores e contra estão, obviamente, os(as) atletas e respectivos(as) companheiros(as). É muito comum ouvirmos em noticiários que determinado jogador fugiu da “concentração” e causou transtornos para o time, ou que a atividade sexual do atleta foi a culpada pelo mal resultado na competição. Além do detrimento à performance também é muito comentado que a relação sexual prejudicaria a concentração e diminuiria os níveis de testosteronas, prejudicando, nesse caso, o processo de hipertrofia. Continue reading