May 10

Treinamentos intensos de curta duração causam rápidas melhorias nos metabolismos anaeróbico e aeróbico

treinos intensosMuito se fala que os protocolos que consistem de trabalhos contínuos de longa duração, 3 a 4 vezes na semana, são necessários para a melhoria da capacidade aeróbica. Por outro lado, treinamentos intensos com períodos de trabalhos curtos aumentam a produção de energia anaeróbica.

Mas muitas vezes um atleta precisa de ambas as capacidades. Isto nos leva ao seguinte questionamento: Como desenvolver as capacidades aeróbica e anaeróbica ao mesmo tempo?

Recentemente, muitos estudos tem demonstrados que treinamentos intensos de curta duração podem melhorar tanto a capacidade anaeróbica quanto a aeróbica.

Aqui descrevemos um estudo realizado por Rodas et al. (2000), da Universidade de Barcelona na Espanha.

Este estudo teve como objetivo avaliar as alterações no metabolismo aeróbico e anaeróbico produzidos por um programa de treinamento de curta duração. Neste estudo, cinco jovens (média de 21 anos de idade) do sexo masculino treinaram diariamente durante 2 semanas em uma bicicleta ergométrica. As sessões de treinamento consistiram de repetições curtas de 15 e 30 segundos, com períodos de 45 segundos e 12 minutos de descanso respectivamente. Continue reading

Apr 08

A ditadura do exercício cardiovascular de longa duração chegou ao fim

aeroxanaeroVO2 max é a capacidade máxima do corpo de um indivíduo em transportar e metabolizar oxigênio durante o exercício físico. É a variável fisiológica que mais reflete a capacidade aeróbica de um indivíduo. A sigla é derivada de “Volume de Oxigênio (O2) máximo”. É uma grandeza expressa em litros de oxigênio por minuto (l/m) de forma absoluta, e em mililitros de oxigênio por quilograma por minuto (ml/kg/min) de forma relativa ao peso do indivíduo.

Essa medida é correlacionada de forma positiva com menor risco de mortalidade, ou seja, quanto maior seu VO2 máximo mais tempo se vive (ACSM 2011). Neste sentido, Kodama e colaboradores em meta-analise de 2009 definiram como 7,9 METS (VO2 max ~ 27,65 mlo2/kg/min) o ponto de corte para um nível interessante de prevenção da mortalidade por todas as causas. Continue reading

Feb 08

HIIT e doenças cardiovasculares

fitnessSíndrome metabólica (SM), é o conjunto de fatores fortemente associados a doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2, são eles: obesidade abdominal, dislipidemia, hipertensão, resistência à insulina e estado pró inflamatório (Grundy et al., 2004).

Segundo Shaw e colaboradores, o aumento da prevalência da síndrome, está associado a maiores índices de mortalidade por doenças cardiovasculares e parece ser influenciada pelo: estilo de vida, fatores genéticos, idade e gênero. É bem estabelecido que a prática regular de exercício físico seja uma estratégia efetiva na prevenção e no tratamento da SM. Continue reading

Jan 05

O Sistema Nervoso Também Ama: Amor Platônico Entre Células Nervosas

Existe um lugar mágico, não muito distante daqui, onde habitam seres (chamados células) que fazem parte de um complexo sistema, denominado Sistema Nervoso. Esses seres podem ser agrupados em duas categorias: os neurônios, que utilizam seu tempo a receber, integrar e transmitir informações; e as glias, que fornecem apoio estrutural e isolamento para os neurônios – são aqueles amigos que dão apoio sempre. Os neurônios, vale a pena lembrar, são seres expansivos que não tem pudor em se comunicar com músculos, órgãos sensoriais glândulas e outros neurônios. Continue reading

Dec 01

Musculação e crianças: incompatíveis?

musculacaocriancasIntrodução

A musculação, que também pode ser entendida por treinamento de força é uma modalidade de exercícios que ainda tem uma visão estereotipada e preconceituosa por parte daqueles que não vivem sua realidade, e até mesmo no meio dos profissionais que deveriam estar atualizados com o conhecimento científico produzido nesta área. Quando falamos na aplicação desta atividade em certos grupos, conhecidos como especiais, a controvérsia é ainda maior.

As crianças são uma população que comumente encontram resistência na prática da musculação, pois se argumenta que esta prática é consideravelmente prejudicial ao seu crescimento e desenvolvimento. Esta é uma atitude muito comum, embora nada normal. O normal seria que todos os profissionais envolvidos, direta ou indiretamente, com o exercício físico, estivessem a par do que diz a ciência à respeito deste tema, e não advogassem contra uma prática esportiva por medo e ignorância. Continue reading

Nov 15

AMINOÁCIDOS

amino_acidOs aminoácidos (AAs) são moléculas compostas por um radical amino (NH2), um radical ácido orgânico (COOH) e uma cadeia lateral, cujas propriedades lhes darão suas características particulares.

Estas moléculas podem se unir através de cadeias e combinações químicas, produzindo estruturas protéicas, daí a famosa afirmação de que os AAs são os blocos formadores de proteínas.

Ao todo existem 20 espécies básicas de aminoácidos, dentre os quais nove (Isoleucina, Leucina, Valina, Histadina, Lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina e Triptofano) são considerados essenciais e devem ser obtidos pela alimentação, pois nosso corpo não é capaz de produzi-los. Continue reading

Nov 05

Valores de referências para o percentual de gordura corporal

jornadanoturnaeobesidadeQual seria o percentual de gordura corporal adequado? O quanto é considerado excesso de gordura?

Estes questionamentos são um pressuposto de que o percentual de gordura corporal é uma variável importante para a análise da estética, da funcionalidade e do risco de mortalidade.

A classificação do estado de saúde de acordo com a quantidade de gordura corporal sempre foi um assunto em evidência. Presume-se que os riscos para a saúde iniciam-se nos limites superiores de gordura corporal acumulada.

Limites empiricamente identificados muitas vezes são utilizados para estabelecer diretrizes de percentuais de gordura ideais. Existem várias referências na literatura para diferentes populações e muitas destas diretrizes apresentam grandes limitações, seja pelo fato das características específicas das populações estudadas não condizerem com as características de outras populações ou seja pelos métodos nos quais estas diretrizes foram estabelecidas. Continue reading

Oct 25

Destreino

destreinoPeríodos de interrupção de treinamento, ou mesmo redução na frequência, são fatos comuns para praticantes de atividade física, sejam em nível recreacional ou em alto rendimento.

Para atletas, o período de destreino pode ser usado como uma estratégia interessante de forma a possibilitar uma recuperação devido a grandes períodos de stress ao que o organismo foi submetido.

Diversos são os motivos que podem ocasionar estas interrupções: desgaste físico e psicológico, lesões, falta de tempo, fase de preparação, entre outros.

Este processo, seja de maneira planejada ou não, pode, dependendo da magnitude, levar a perda de grande parte do trabalho realizado e comprometer uma futura recuperação dos ganhos obtidos. Este processo é chamado de destreino. Continue reading

Aug 29

Plataformas vibratórias

Segundo algumas versões, o treinamento com estímulos vibratórios foi explorado de forma mais consistente pelos russos, que usaram este tipo de estímulo com a finalidade de minimizar os efeitos deletérios que a ausência de gravidade produz nos ossos e músculos dos astronautas. Apesar desse destaque relativamente recente, o uso de vibrações aparece em relatos da Grécia antiga, quando se usava a vibração produzida por estruturas metálicas para estimular partes específicas do corpo.

Mais adiante, em torno dos anos 1880s, o criador do Corn Flakes, John Harvey Kellog, usava cadeiras, plataformas e barras vibratórias como parte do seu programa de bem-estar. Em tempos mais recentes, as plataformas vibratórias tornaram-se populares, com a proposta de promover ganhos de força e massa muscular, e chegaram a virar uma febre em alguns lugares do Mundo. Continue reading

Aug 27

Exercício e câimbras

Quase todos nós já nos deparamos com câimbras em algum momento de sua vida. Elas atingem pessoas de todos os níveis de atividades físicas e podem aparecer em situações totalmente diversas, sem nenhum sinal de aviso. Em meio a uma atividade física intensa, de repente, seu músculo começa a se contrair involuntariamente com uma intensidade que chega a ser dolorosa!

Outras vezes as câimbras podem surgir de maneira inexplicável, você fica parado, relaxado, em uma determinada posição e seu músculo simplesmente “trava”! Apesar de serem extremamente comuns, as câimbras musculares são um fenômeno altamente mal compreendido. Continue reading