Jun 11

Exercícios físicos alternativos. Métodos baratos e eficientes para a melhoria da saúde e da qualidade de vida

aerobicoseinflamacoesConseguir benefícios para a saúde através das atividades físicas é mais fácil do que você pensa, e não necessariamente precisa custar caro.

Atualmente é recomendado que se faça pelo menos 2 horas e 30 minutos de exercícios físicos moderados por semana para quem quer se manter em forma e saudável. Esta quantidade de atividade física semanal é capaz de reduzir o risco de desenvolver doenças crônicas, como doença cardíaca coronariana, acidente vascular cerebral, diabetes tipo 2 e até morte precoce.

Clubes e academias de ginástica nem sempre agradam a todos. Porém, muitos acham que para se exercitar adequadamente é necessário um ambiente estruturado de uma academia. Não há como negar que realmente um ambiente bem estruturado e com um bom assessoramente é capaz de lhe dar um maior apoio para suas metas, além disso, é importante até mesmo para a boa motivação para a prática, além de ser um ambiente propício para aumentar seu convívio social e obter novas amizades. Continue reading

Dec 06

Treinamento aeróbico para crianças

vo2criancasO volume máximo de oxigênio (VO2max) representa uma variável indispensável na avaliação da capacidade aeróbica de crianças. O VO2max aumenta ao longo da segunda infância de acordo com o aumento das dimensões corporais. Crianças com idades inferiores aos 12 anos não apresentam diferença significativas entre os gêneros, embora os meninos obtenham valores no VO2 max maiores a partir dos 5 anos de idade. Geralmente as crianças apresentam um VO2max relativamente alto (48 e 58ml/kg.min). Valores bem acima daquele que indica um bom nível de condicionamento aeróbico de sujeitos adultos (42 ml/kg/min).

Alguns estudos investigaram a diferença entre gêneros num programa de treinamento aeróbico sobre o VO2max de crianças impúberes. Um destes estudos investigou 85 crianças entre 10 e 11 anos de idade. 35 crianças (17 meninas e 18 meninos) foram envolvidas em um programa de treinamento de corrida de 13 semanas e 50 crianças (22 meninas, 28 meninos) participaram do grupo controle. Cada criança foi avaliada em um teste progressivo e contínuo em um ciclo ergômetro antes e após o período de treinamento de 13 semanas sob as mesmas condições e procedimentos. O consumo de oxigênio, dióxido de carbono, ventilação e frequência cardíaca (FC) foram monitorados continuamente durante o teste. Continue reading

Nov 28

Efeitos da obesidade na capacidade funcional

obesityovarianA obesidade constitui um fator agravante na redução da qualidade de vida. Esta redução muitas vezes está associada à menor capacidade funcional das pessoas obesas.

Um estudo recente avaliou a relação entre o IMC e a capacidade funcional em mulheres.

Neste estudo participaram 36 mulheres com um IMC ≥ 30 kg/m2 e 10 mulheres com peso normal (IMC entre 18 kg/m2 e 25 kg/m2). O grupo composto por mulheres obesas foi subdividido da seguinte forma: 12 mulheres com um IMC ≥ 30 e <35 (obesidade), 14 mulheres com IMC ≥ 35 e <40 (obesidade grave) e 10 mulheres com um IMC ≥ 40kg/m² (obesidade mórbida).

Todas elas foram submetidas a exames clínicos e a testes específicos que avaliaram a capacidade funcional: teste de marcha, teste de resistência aeróbica (teste de caminhada de 6 minutos), teste de potência de membros inferiores (sentar e levantar) e teste de equilíbrio. Continue reading

Nov 11

Treinamento de musculação para idosos

old-man-exercisingBenefícios do treinamento resistido para os idosos

O treinamento de musculação (treinamento resistido) a longo prazo, quando adequadamente prescrito, pode trazer diversos benefícios para a saúde dos idosos. Dentre estes benefícios incluem-se melhorias na força, na resistência muscular e no aumento da massa muscular, o que se traduz em melhorias na capacidade funcional.

A prática de exercícios físicos melhora também a qualidade do sono, função cognitiva  e memória de curto prazo, diminui o grau de depressão, reduz  ou atrasa o aparecimento de demência, reduz risco de câncer  de cólon, mama, próstata e reto. Além disso, o treinamento resistido causa melhoria da densidade mineral óssea combatendo os efeitos da osteoporose, diminui o aparecimento de fraturas de fêmur e vértebras.

Os eventos resultantes do treinamento de musculação que levam a hipertrofia em idosos ainda não são bem compreendidos na literatura. Acredita-se que há um envolvimento maior no recrutamento de células satélites para apoiar a hipertrofia. A força relativa à massa muscular também aumenta em idosos, possivelmente por uma série de razões, incluindo aumento da capacidade de ativação neural das unidades motoras e aumento da disponibilidade de fosfato de alta energia. O treinamento resistido em idosos também aumenta a potência, reduz a dificuldade de realizar tarefas diárias, aumenta o gasto energético, melhora a composição corporal e promove sua melhor participação em atividades físicas espontâneas. Continue reading

Apr 09

Podemos confiar nas estimativas de gastos calóricos apresentadas pelas esteiras ergométricas?

esteiraCaminhar e correr numa esteira ergométrica são exercícios muito utilizados em programas de controle do peso corporal e de redução dos fatores de risco de doenças coronárias.

Em um programa de emagrecimento, pode-se alterar o balanço energético através da redução do consumo calórico, do aumento do gasto calórico ou por ambos.

O consumo calórico pode ser avaliado por meio do hábito alimentar, usando  diários alimentares ou listas de checagem de alimentos. A interpretação destas informações permite uma prescrição correta da ingestão alimentar.

O gasto energético diário pode ser determinado pela taxa metabólica basal (60% a 70%), pelo efeito térmico dos alimentos (10%) e pelo gasto de energia  com atividade física. A atividade física corresponde cerca de 20 a 30% do gasto energético total em um indivíduo adulto e representa um componente capaz de ser facilmente manipulado. Ou seja, podemos aumentar de forma significativa o nosso gasto calórico diário com o aumento da atividade física.

A prescrição de exercícios numa esteira ergométrica, além de sua intensidade e duração, em alguns casos também requer a quantificação do gasto calórico por ela provocado. Continue reading

Apr 08

Planos e eixos de movimento

ginasticaartisticaO movimento humano é descrito em diferentes dimensões com base em diferentes planos e eixos de movimento. Todos os planos e eixos são definidos em função de um movimento que ocorre em uma dada articulação e todos os movimentos são definidos em função de seus planos e de seus eixos.

Os planos são linhas imaginárias que dividem os segmentos corporais em partes nas quais descrevemos a linha ou área de trajetória de determinado movimento.

Os planos de movimento do corpo são classificados em 3 diferentes tipos: sagital, frontal e transverso.

Os eixos são linhas imaginárias que atravessam os planos de forma perpendicular. É ao redor dos eixos que os movimentos são realizados. São classificados em 3 diferentes tipos: lateral, antero-posterior e longitudinal. Continue reading

Apr 01

Treinamentos com cargas leves causam hipertrofia tanto quanto treinamentos com cargas pesadas

cargas levesAcredita-se que para obter ganhos significativos de massa muscular, o treinamento deve ser realizado com séries de 8 a 15 repetições com cargas pesadas.

Décadas de pesquisas nos dizem que levantar cargas pesadas é a única forma eficaz de aumentar a força e a massa muscular. Pesos leves com repetições elevadas são incapazes de proporcionar sobrecargas suficientes para ganhos de força e hipertrofia muscular. De fato, o princípio da sobrecarga nos diz que para haver ganhos o corpo humano deve ser forçado a adaptar-se a uma carga de trabalho que esteja acima e além do que já tenha experimentado.

Ratamess et al (2009) afirma que contrações com cargas elevadas (isto é, ≥ 70% de 1 RM) devem ser realizadas para proporcionar um estímulo ótimo ao crescimento muscular. 1 RM significa uma repetição máxima, ou seja, a quantidade máxima de peso que pode ser levantada através de um movimento completo.

Recentemente, no entanto foi estabelecida que a síntese de proteínas miofibrilares já é estimulada com cargas superiores a 60% de 1 RM (Kumar et al., 2008).

O American College of Sports Medicine recomenda uma resistência mínima de 60-70% de 1 RM para sujeito iniciantes e cargas entre 80-100% para sujeitos avançados.

No entanto, alguns estudos recentes demonstraram que o treinamento de força com cargas mais leves foi capaz de promover um crescimento muscular semelhante ao treinamento com cargas mais elevadas. Continue reading

Mar 19

Problemas de joelhos em mulheres – causas e recomendações

O priagachamentoejoelhomeiro estudo que publiquei na vida foi sobre mulheres (Pulcinelli and Gentil, 2002) e, desde então, trabalhei bastante com elas, tratando doenças, preparando para competições internacionais ou simplesmente ajudando a melhorar o visual. Além disso, grande parte das minhas pesquisas recentes são dedicas a elas, inclusive as que acontecem nesse momento. E como consequência, vamos aprendendo e entendendo algumas diferenças importantes, fatores que devemos levar em conta na hora de planejarmos nossos treinos, e uma delas é com relação aos joelhos. Continue reading

Aug 16

Musculação e overtraining (sobretreinamento)

Diversos estudos científicos têm demonstrado inúmeras evidências de que treinos mais curtos e intensos são mais efetivos e seguros.

Nesse sentido, o número de adeptos dessa filosofia tem aumentado consideravelmente. Porém, o uso inadequado dessas estratégias pode ser tão lesivo e improdutivo quanto os treinos longos.

Talvez por uma pressa por resultados ou então por negligência às evidências científicas, em muitos casos, parece que os treinos intensos têm ocorrido sob os mesmos paradigmas dos treinos volumosos, o que pode causar danos catastróficos à saúde, além de resultados pífios, sendo o overtraining a causa número um de lesão nos esportes sem contato. Continue reading

Aug 15

Diferenças entre as ações musculares concêntrica e excêntrica

concêntricaA atividade locomotora é a combinação de diferentes formas de ações musculares, que também podem ser encontradas de forma isolada. Na forma isolada temos três tipos de ações musculares diferentes: isométricas, concêntricas e excêntricas.

Na forma combinada temos, por exemplo, um ciclo alongamento-contração, onde uma ação excêntrica precede imediatamente uma ação concêntrica, fato facilmente notado quando analisamos passos de uma caminhada ou a manipulação de algum objeto que nos cerca. Continue reading