Corfebol – Esporte de Integração Social

O Corfebol é um esporte em ascensão no Brasil. Criado na Holanda em 1903, com cerca de 200.000 praticantes. Possui federações em diversos países europeus, continente asiático e Oceania. Reconhecido pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), participa dos Jogos Mundiais (World Games), promovidos pela entidade, e que ressurge no Brasil através de seu representante e divulgador Oficial Professor de Educação Física Marcelo Soares.

O fundamental objetivo do Corfebol é ser um esporte co-educacional, ou seja, favorecer uma educação em comum integrando o sexo masculino com o sexo feminino, respeitando suas diferenças. Pelo simples fato de não ser permitido o contato físico. O Corfebol tem a seu favor a possibilidade de ser praticada por pessoas de qualquer faixa etária, de ambos os sexos simultaneamente, com aspectos co-educacionais, de sociabilização, integração, cooperação, podendo ser desenvolvido em espaços abertos ou fechado e em qualquer tipo de terreno plano.

Dará, portanto; oportunidades iguais em cooperação, desenvolvimento técnico tático e habilidade que se manifestarão harmônica e funcionalmente, criando uma concepção de igualdade de condições e formando os indivíduos com um todo, onde o jogo se torna “um por todos e todos por um”. Visa a integração dos dois sexos, sem limites de idade numa disputa cordial e não agressiva, onde são utilizados raciocínio, habilidade e agilidade. O jogo desperta interesse pela sua organização e por não exigir habilidade específica, facilitando sua prática e por não ser violento. A grande motivação é por ser um jogo de estratégia que envolve todos os jogadores. Valoriza o espírito de equipe, a solidariedade e o aspecto recreativo.

SAIBA MAIS SOBRE O ESPORTE

O jogo foi inventado em 1903 pelo professor holandês, Nico Broekhunysen. No sentido de integrar homens e mulheres, o professor juntou ambos os sexos numa mesma equipe. O jogo teve aceitação muito grande por parte dos holandeses – Hoje em dia, o esporte ocupa o quinto lugar na preferência e têm cerca de 100 mil participantes. Em 1920, o esporte teve sua primeira projeção internacional, quando foi apresentado como modalidade de demonstração no Jogos Olímpicos de Antuérpia, na Bélgica. Daí em diante, o esporte ganhou uma identidade internacional de Korfball (IKF), em 1933.

A palavra Korfball significa bola ao cesto. Após a Segunda Guerra Mundial, alguns países aderiram à Federação, como a Grã – Bretanha, Dinamarca, Alemanha, Espanha, Austrália etc. Hoje são 43 países participantes , onde o número de participantes está crescendo conseqüentemente junto com o número de novas equipes. O Brasil é 0 41º país praticante e o primeiro país da América do Sul, graças ao Professor MARCELO SOARES.


Texto:
Marcelo Soares
corfebolbrasil@terra.com.br
Tel.: (21) 8819-0278
Graduado em Educação Física pela Universidade Castelo Branco – RJ
Presidente da Federação Brasileira de Corfebol no Brasil
Representante e divulgador do Corfebol no Brasil
Único árbitro de Corfebol da América do Sul
Técnico da Seleção Brasileira de Corfebol

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *