O conceito de um atleta bem treinado

Definição da real eficácia do processo de treinamento

Quando estipulamos ou definimos que um jogador está bem treinado e apto a jogar, precisamos ter muito cuidado porque não podemos dizê-lo apenas baseando-nos em números de avaliações, pois existem outros fatores que interferem de forma significativa no rendimento.

Assim, vamos observar algumas questões que são fundamentais na preparação de atletas e equipes de futebol:1 – Futebol é um esporte tático e é importante ter isto bem definido, pois o atleta que vai jogar é aquele que cumpre função tática independente de resultados de testes físicos;
2 – Os testes físicos ajudam a comissão técnica a planejar a alimentação, conhecer melhor os atletas e observar evolução de performances “físicas” pelo treinamento, pela nutrição, mas não definem desempenho técnico ou tático. Ou seja, são apenas parte do processo e devem ser observados assim;
3 – A primeira característica do atleta bem treinado é a ausência de lesões, e, dessa forma, atletas que não lesionam têm melhor possibilidade de atingirem melhores níveis de treinamento;
4 – A segunda característica, mas não menos importante, é a composição corporal. Assim, atletas que jogam no peso certo se adaptam mais facilmente ao modelo de jogo pretendido e cumprem sua função tática;
5 – Enfim, igualmente importante é o desempenho mental. A concentração para o trabalho e a motivação para melhoras constantes definem a convocação e a escalação de qualquer jogador. É fundamental observar essas características constantemente para se convocar o jogador que realmente vai ajudar a equipe.

Desta forma, pode-se dizer que independentemente dos recursos tecnológicos, que também são importantes, e um avanço para o futebol, o desempenho atlético é definido, nesse esporte, por observações mais básicas.

É importante, além de ser a primeira questão a ser resolvida, a percepção dos profissionais envolvidos neste processo, o entendimento de que o modelo de periodização que melhor se ajusta ao futebol e ao calendário é a periodização tática.

Chegaremos à seguinte situação: mudanças no modelo de gestão de comissões técnicas no futebol para uma forma mais interdisciplinar extinguindo o modelo tradicional e obsoleto do “cada um faz o seu bem feito”.

O atleta bem treinado então será definido simplesmente como:

“Aquele jogador que não se lesiona, está no peso ideal e cumpre função tática de forma eficiente.”

Tal definição, apesar de simples, envolve toda complexidade no treinamento, pois um atleta que tem essas três qualidades está concentrado e motivado para o trabalho, alimenta-se adequadamente, está “fisicamente” adaptado ao modelo de jogo porque taticamente ele cumpre sua função. E ainda se ele não se lesiona é porque cumpriu conteúdos de treino preventivo.

Texto: Wladimir Braga

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *