Jun 25

Arritmia Cardíaca É Coisa Séria

Recentemente um futebolista de alto nível teve descoberta uma grave arritmia durante os exames anuais. Jogador sempre saudável, é profissional há muitos anos, por isso seu problema surpreendeu a todos. Como isso pode acontecer? Quem está sujeito a isso? E o tratamento resolve? A essas perguntas, feitas até por muitos médicos, as respostas servem para todos, nós atletas, esportistas e população em geral.

Em primeiro lugar vale lembrar conceitos antigos que se mantém atuais: “O esporte não é vacina contra as doenças, como não é também seguro de vida”.

Vários estudos da Medicina Esportiva e principalmente da Cardiologia aplicada ao Exercício e do Esporte, tanto na Europa como aqui no Brasil, concluíram que a pratica física intensa, comum entre atletas de alto nível e mesmo em esportistas amadores, ao contrário do que se imaginava, leva à uma queda da imunidade geral, predispondo a viroses mais comuns, como as gripes fortes e outras. Essas viroses, numa baixa porcentagem, algo como 5 a 7 %, podem atingir alguns órgãos dentre eles o coração, provocando sua inflamação, seja na película que o reveste chamada de pericárdio, provocando a pericardite, seja no próprio músculo cardíaco, o miocárdio provocando a miocardite.

Dentre as complicações possíveis da miocardite, a ARRITMIA grave é uma delas, que pode aparecer em repouso ou durante uma atividade física. Algumas formas das arritmias são de alto risco. O seu diagnóstico e tratamento é individualizado e o resultado varia de caso a caso. Nos últimos anos estes problemas aumentaram pelos exageros das atividades físicas em geral. Continue reading