Feb 09

Dores osteomusculares são reduzidas com Isostretching

alonguexaquecimentoCom a aplicação do Isostretching, método francês de alongamento e fortalecimento de músculos, pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP reduziu as dores osteomusculares de funcionários do campus de  Ribeirão Preto da USP. No estudo da fisioterapeuta Fabiana Taubert de Freitas foram aplicadas 20 sessões de Isostretching e as queixas de dores diminuíram cerca de 20%.

“A intervenção fisioterapêutica diminuiu significativamente as queixas de dores na coluna vertebral e membros superiores, além da redução da fadiga e aumento da flexibilidade dos trabalhadores”, conta Fabiana. De acordo com a fisioterapeuta, 66,7% dos funcionários relataram dores na coluna vertebral no começo do estudo, sendo 80% delas na região lombar. “Com oIsostretching, a presença da dor foi reduzida para 64%.” Continue reading

Jun 22

Lactato Sanguíneo e Dor Muscular Tardia

Após dois dias de uma sessão de treinamento, realizado de forma muito intensa, ou seja, acima do limite individual de cada atleta, pode ocorrer um fenômeno conhecido como dor muscular tardia. Segundo WEINECK (1991), os sintomas de dor muscular tardia são: musculatura inchada, dura, enrigecida, sensível ao ser tocada, dolorida a cada tentativa de movimentar e incapazes de grandes esforços.

Mas afinal, qual é o mecanismo fisiológico que leva o aparecimento da dor muscular tardia? Durante muito tempo, acreditava-se que o principal causador seria o acúmulo de lactato no tecido muscular. Já a partir de 1983, grandes pesquisadores, demonstraram em diversos artigos científicos que esta era uma afirmativa falsa. Continue reading