Jun 27

Emagrecimento e Musculação

O dogma de aeróbios e perda de gordura não passa de um equívoco. A utilidade destas atividades é extremamente limitada e dever ser complementada, ou mesmo substituída, por exercícios mais específicos e eficientes.

Considero a musculação uma das melhores opções em todos os aspectos, desde prevenção de patologias, ganho de massa muscular, tratamento de enfermidades, correção de desvios posturais e, claro, redução da gordura corporal. Isto mesmo a musculação pode ser extremamente eficiente para produzir alterações positivas no seu percentual de gordura. Continue reading

Apr 09

Podemos confiar nas estimativas de gastos calóricos apresentadas pelas esteiras ergométricas?

esteiraCaminhar e correr numa esteira ergométrica são exercícios muito utilizados em programas de controle do peso corporal e de redução dos fatores de risco de doenças coronárias.

Em um programa de emagrecimento, pode-se alterar o balanço energético através da redução do consumo calórico, do aumento do gasto calórico ou por ambos.

O consumo calórico pode ser avaliado por meio do hábito alimentar, usando  diários alimentares ou listas de checagem de alimentos. A interpretação destas informações permite uma prescrição correta da ingestão alimentar.

O gasto energético diário pode ser determinado pela taxa metabólica basal (60% a 70%), pelo efeito térmico dos alimentos (10%) e pelo gasto de energia  com atividade física. A atividade física corresponde cerca de 20 a 30% do gasto energético total em um indivíduo adulto e representa um componente capaz de ser facilmente manipulado. Ou seja, podemos aumentar de forma significativa o nosso gasto calórico diário com o aumento da atividade física.

A prescrição de exercícios numa esteira ergométrica, além de sua intensidade e duração, em alguns casos também requer a quantificação do gasto calórico por ela provocado. Continue reading

Dec 12

Armadilha Aeróbica

exerciseereducaoapetiteParadoxalmente, a obesidade tem aumentado ao mesmo tempo em que aumenta a adesão aos programas de atividade física. E o fato das pessoas não emagrecerem mesmo praticando exercícios, traz alguns questionamentos a respeito das direções dos programas atuais de emagrecimento e suas bases.

Apesar da má adesão por longos períodos ser um problema, ela não parece ser o único fator de insucesso dos planejamentos que objetivam a redução de peso em obesos e sobrepesados (Finley et. al. 2006). Algumas outras armadilhas parecem estar escondidas nesses programas, e é necessária uma visão um pouco mais critica e menos submissa para observa-las. Continue reading

Jul 08

Aeróbio em jejum

aerobicsO emagrecimento é sem dúvida um dos principais objetivos das pessoas que iniciam a pratica regular de exercícios físicos. Mesmo os que não estão obesos ou com sobrepeso por vezes recorrem a alguma estratégia para eliminar gordura e ficar com o corpo “trincado”, “definido”, “sarado”, “rasgado”, etc.

Uma das estratégias mais polêmicas é o chamado aeróbio em jejum (AEJ), também conhecido pelo termo “aerobiose”. Basta ver a enxurrada de tags que inundou as redes sociais, com pessoas postando as mais diversas imagens realizando e incentivando essa prática.
Continue reading

Nov 02

Uso inadequado de adoçante não favorece perda de peso

adoçantePesquisa da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP revela que a utilização inadequada de adoçantes e alimentos dietéticos pode não contribuir para a redução de peso.

De acordo com o trabalho da nutricionista e pesquisadora Ana Paula Gines Geraldo, além da falta de critério na dosagem do adoçante, é comum a prática de consumir alimentos dietéticos de modo a “economizar calorias” para poder ingerir alimentos mais calóricos, podendo comprometer as dietas.

A tese de doutorado, defendida no dia 17 de outubro na FSP, avaliou o comportamento de consumo de adoçantes e a sua relação com o excesso de peso corporal. Continue reading

Feb 09

Entenda o funcionamento do metabolismo

weight_webCertas pessoas comem muito e não engordam. Outras reclamam que os problemas com o peso são agravados pela idade. Já algumas mulheres não entendem o motivo de seus parceiros, sem muito esforço, emagrecerem mais rápido do que elas. Afinal, por que tudo isso acontece?

A endocrinologista Junia Schweizer, professora do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, afirma que o metabolismo pode ser responsável por essas variações. O sistema metabólico é o que comanda a produção de energia para manter o funcionamento do nosso corpo e controla o ritmo de nosso organismo, realizando diversas reações químicas e fisiológicas. Continue reading

Feb 04

Dietas hipocalóricas têm redução de peso semelhante

dieta saudavelA dieta de baixa caloria (hipocalórica) tradicional e a baseada no sistema de pontos apresentaram resultados semelhantes na redução de peso em adolescentes obesos, como mostra pesquisa da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP).

O estudo envolveu 66 jovens residentes na cidade de São Paulo, que foram avaliados pela nutricionista Mara Della Santa Dovichi Mendes. A redução do peso foi progressiva e significativa nas duas dietas. O número de pacientes que concluíram o tratamento foi maior entre os adolescentes que seguiram a dieta tradicional. Continue reading

Jun 26

Controvérsias do emagrecimento

A obesidade constitui, atualmente, um dos principais problemas de saúde pública do mundo, atingindo proporções epidêmicas tanto em países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo IBGE (2004) cerca de 38,8 milhões de pessoas, cerca de 40% da população brasileira com 20 anos ou mais se encontram em sobrepeso.

Muito além da estética, esses aumentos contribuem para aumento no risco de desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como a hipertensão, diabetes, doença arterial coronariana, dislipidemias e entre outras.O sobrepeso e a obesidade constituem uma associação de fatores que entre elas está  o sedentarismo e a alimentação inadequada. Dessa forma o balanço energético se torna positivo, fazendo com que o indivíduo aumente o peso corporal. Continue reading
Jun 24

Análise crítica do modelo metabólico de emagrecimento

Quem nunca ouviu falar que, para emagrecer, devemos nos exercitar em baixa intensidade e ficar, no mínimo, 30 minutos contínuos fazendo exercício na famosa zona de queima de gorduras? Essa prática ficou tão popular que muitas pessoas se tornaram paranóicas no controle dos batimentos do coração, tanto que o uso de monitores cardíacos e os gráficos que correlacionam intensidade com a idade viraram febre nas academias.

O modelo metabólico de emagrecimento é uma estratégia comumente usada na prescrição de exercícios para perda de gordura corporal. Fundamentado no princípio que atividades de baixa intensidade e longa duração utilizam os lipídios como fonte prioritária de energia (HOLLOSZY & COYLE, 1984; MCARDLE et al., 1991 e BROOKS & MERCIER, 1994), vários pesquisadores promoveram o exercício aeróbio como à maneira mais eficiente para emagrecer (WILMORE & COSTILL, 2001). Continue reading

Jun 20

Irisina – mais um possível via para controle de peso pelo exercício

A recente descoberta de uma miocina (proteína secretada pelo músculo) vem causando euforia mundo afora, principalmente por sua promissora ação na perda de peso, regulação do metabolismo glicêmico e gasto energético, todos fatores que contribuem para o controle do diabetes e o tratamento da obesidade (Boström et al., 2012). Com isso, rapidamente revistas de circulação nacional e órgãos de impressa em geral publicaram reportagens sobre os possíveis benefícios desse achado. Mas antes de falar sobre esta miocina cabe entender um pouco sobre os mecanismos que possam proporcionar tais resultados.

A extração de energia dos nutrientes para a ressíntese de ATPs depende de sistemas extremamente refinados e estruturas especializadas para realizar tal função. É sabido que a glicólise e o ciclo de Krebs não produzem muitos ATPs. No entanto, eles produzem vários NADH e FADH2, proteínas carreadoras de elétrons de alta energia que foram extraídos da matéria orgânica. No interior das mitocôndrias, mais especificamente na crista mitocondrial, estas proteínas transportadoras de elétrons, entregam elétrons energizados a um complexo de proteínas especializadas em seu transporte. Durante o transporte os elétrons, prótons localizados no interior da mitocôndria são bombeados para o espaço intermembranas, criando um potencial elétrico positivo em relação ao interior da mitocôndria. Estes prótons bombeados retornam por um complexo enzimático chamado ATP sintetase, havendo ressíntede de ATP (união de ADP + Pi), através de um movimento mecânico (giro) (Pereira et al., 2011). Continue reading