Jun 21

Suplementação com creatina melhora função muscular

creatinaeexerciseO Laboratório de Avaliação e Condicionamento em Reumatologia (Lacre), do Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), desenvolve pesquisa inédita com suplemento alimentar à base de creatina (composto natural sintetizado pelo próprio organismo) e melhora a função muscular dos pacientes com fibromialgia.  De acordo com a médica reumatologista Fernanda Lima, responsável pelo Lacre, 80% dos pacientes que fizeram uso da creatina apresentaram aumento do conteúdo de fosfocreatina intramuscular.

O estudo, duplo cego, controlado por placebo, foi realizado em 16 semanas e envolveu 28 pacientes, com idade de 48 anos. Os participantes foram divididos em dois grupos: um grupo recebeu o suplemento alimentar e o outro grupo recebeu placebo. Ambos realizaram um programa de treinamento físico no próprio Lacre, durante o tratamento. Continue reading

Apr 20

A importância do treinamento de força para nadadores velocistas

A força, em suas diversas manifestações, entre outros fatores, determina os resultados dos nadadores nas distâncias de 50, 100 e 200m. Com isso, o treinamento de força é essencial para a preparação dos nadadores de competição. Na medida em que a distância da prova aumenta, a influência das forças máxima e explosiva diminui, e cresce o papel da resistência de força.Os nadadores especializados nas distâncias curtas (50, 100m) dedicam atenção, em primeiro lugar, ao desenvolvimento da força máxima e da força de explosão (PLATONOV, 2005), onde uma melhora da força vem sempre acompanhada de um aumento da velocidade de movimento segundo BUEHRLE & SCHMIDTBLEICHER, 1981. Os mesmo autores salientam que através do aumento da secção transversal do músculo, mais ligações de pontes cruzadas por unidade de tempo se colocam à disposição para um deslizamento da actina e da miosina, aumentando assim, a velocidade de movimento. Continue reading
Nov 26

Adaptações moleculares ao treinamento de força: recentes descobertas sobre o papel da miostatina

Resumo: A Miostatina é uma proteína que exerce um potente efeito inibitório sobre o crescimento e desenvolvimento do músculo esquelético. Algumas mutações no gene da Miostatina já foram identificadas em animais, sendo associadas ao aumento exacerbado da massa muscular. O treinamento de força é, por sua vez, reconhecidamente uma estratégia capaz de promover hipertrofia do músculo esquelético. Portanto, é plausível especular que esta estratégia de treinamento possa influenciar a expressão e/ou atividade da Miostatina. O objetivo do presente artigo é apresentar os principais resultados relacionados ao efeito do treinamento de força sobre o comportamento do gene da Miostatina.
Palavras-chave: miostatina; hipertrofia; treinamento de força.
Sep 28

Aspectos neuromusculares da contração muscular

Palavras-chave: impulso nervoso, neurotransmissor, membrana pré/pós sináptica, potencial de ação, ATP (adenosina trifosfato).

Transmissão sináptica neuromuscular

O sistema nervoso detecta estímulos internos e externos, tanto físico quanto musculares e glandulares. Ele é formado basicamente por células nervosas, que se interconectam de forma específica e precisa, formando os chamados circuitos neurais. Um neurônio típico é formado por: corpo celular, dendritos e axônio. Continue reading