Jun 25

Exercícios físicos e câncer de mama

cancer de mamaO câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. As taxas de mortalidade pelo câncer de mama continuam elevadas no Brasil, possivelmente porque o diagnóstico muitas vezes ocorre em estágios já avançados da doença. Quando diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom. A sobrevida média após cinco anos é de 61% na população mundial.

A qualidade de vida da paciente muitas vezes é gravemente afetada pelo tratamento de quimioterapia e a radioterapia. Continue reading

Apr 25

Educação física escolar: novas perspectivas em saúde pública

O sedentarismo é visto atualmente como um problema mundial de saúde (1). Entre as razões que levam à inatividade, um dos possíveis fatores é o desconhecimento sobre como se exercitar, as finalidades de cada exercício, limitações de alguns grupos populacionais e percepções distorcidas em relação aos benefícios do movimento. (1) Os motivos que levam ao desconhecimento vão da falta de vontade própria em buscar informação até a inexistência de programas governamentais de esclarecimento, passando pelos profissionais de saúde que, muitas vezes, ignoram o valor do exercício físico e/ou não são efetivos no incentivo à prática regular de exercícios físicos (1). Continue reading

Sep 21

Automóvel tem relação com inatividade física no transporte

carroeinatividadeA posse de veículos está associada à inatividade física durante deslocamentos diários de moradores de região de baixo nível socioeconômico da capital paulista. Esta relação, por sua vez, independe da faixa etária, escolaridade e presença de doenças crônicas na população.

Os dados são de uma pesquisa do Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde (GEPAF) da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) da USP, que buscou e avaliar quais eram os fatores associados à inatividade física no transporte, dentre os quais a presença de veículos no domicílio, dos habitantes do bairro de Ermelino Matarazzo, na zona leste de São Paulo. De maio de 2007 a janeiro de 2008, foram realizadas entrevistas domiciliares com moradores adultos da região, totalizando 368 homens e 522 mulheres. Continue reading

Jun 30

Alimentação fora do lar contribui com a obesidade

comidaforadecasaAproximadamente 60% dos paulistanos que se alimentam fora de casa sofrem com problemas relacionados ao sobrepeso, é o que aponta o estudo Alimentação fora do lar e sua relação com a qualidade da dieta dos moradores do município de São Paulo: estudo ISA-Capital. A pesquisa, desenvolvida na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, foi objeto da dissertação de mestrado da nutricionista Bartira Mendes Gorgulho e faz parte de uma parceria de professores da FSP com a Secretaria Municipal de Saúde para a produção do Inquérito de Saúde do município de São Paulo. Continue reading