Sep 25

Treino pliométrico melhora desempenho em corredores

pliometriaEstudo realizado na Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) da USP demonstra que o treinamento pliométrico — com diferentes tipos de saltos — não altera a estratégia de prova utilizada, mas melhora o desempenho de corredores em provas de 10 quilômetros (km). O trabalho, intitulado Efeito da economia de corrida sobre a estratégia de prova utilizada durante uma corrida de 10 km, foi realizado por Everton Crivoi do Carmo, entre os anos de 2010 a 2014.

Participaram do estudo 34 corredores do sexo masculino, todos com experiência na prova de 10 km e com capacidade de completá-la em menos de 45 minutos. Os voluntários foram divididos em dois grupos. Durante oito semanas, metade serviu de grupo controle, mantendo sua rotina de treinamento, enquanto a outra metade adicionou à sua rotina o treinamento pliométrico duas vezes por semana no Centro de Práticas Esportivas da USP (Cepeusp). Continue reading

Apr 26

O treino ideal

musculosfortesUm dos maiores problemas na ciência do treinamento está em estabelecer a quantidade ideal de treino, sempre ouvimos perguntas como: “quantos exercícios devo fazer?” ou “quanto tempo devo passar na academia?”. Invariavelmente a resposta é: “depende”.

Apesar de ser impossível estabelecer a série ideal para todas as pessoas em termos quantitativos (volume) e qualitativos (intensidade) pode-se ter certeza que o problema com o treino da maioria das pessoas é que elas simplesmente exageram na quantidade e pecam na qualidade. A velha máxima “quantidade não é qualidade” também vale a musculação. Continue reading

Jun 25

O conceito de um atleta bem treinado

Definição da real eficácia do processo de treinamento

Quando estipulamos ou definimos que um jogador está bem treinado e apto a jogar, precisamos ter muito cuidado porque não podemos dizê-lo apenas baseando-nos em números de avaliações, pois existem outros fatores que interferem de forma significativa no rendimento.

Assim, vamos observar algumas questões que são fundamentais na preparação de atletas e equipes de futebol:1 – Futebol é um esporte tático e é importante ter isto bem definido, pois o atleta que vai jogar é aquele que cumpre função tática independente de resultados de testes físicos;
2 – Os testes físicos ajudam a comissão técnica a planejar a alimentação, conhecer melhor os atletas e observar evolução de performances “físicas” pelo treinamento, pela nutrição, mas não definem desempenho técnico ou tático. Ou seja, são apenas parte do processo e devem ser observados assim;
3 – A primeira característica do atleta bem treinado é a ausência de lesões, e, dessa forma, atletas que não lesionam têm melhor possibilidade de atingirem melhores níveis de treinamento;
4 – A segunda característica, mas não menos importante, é a composição corporal. Assim, atletas que jogam no peso certo se adaptam mais facilmente ao modelo de jogo pretendido e cumprem sua função tática;
5 – Enfim, igualmente importante é o desempenho mental. A concentração para o trabalho e a motivação para melhoras constantes definem a convocação e a escalação de qualquer jogador. É fundamental observar essas características constantemente para se convocar o jogador que realmente vai ajudar a equipe. Continue reading