Jun 25

Suplementação de proteína não melhora as adaptações do treinamento de força

Os suplementos proteicos são amplamente utilizados para otimizar os efeitos do treinamento de força.

Um estudo recente (Erskine, et al., 2012) concluiu que não há efeitos adicionais induzidos pela suplementação sobre o crescimento muscular nos braços, após 3 meses de treinamento.

Alguns estudos têm demonstrado  que o uso destes suplementos tem um efeito positivo direto na síntese de proteínas musculares, mas quando se trata de mostrar um efeito real sobre o tamanho dos músculos, depois de meses de treinamento, as evidências são realmente insuficientes.

Neste estudo, a avaliação da força muscular dos flexores do cotovelo foi feita através de testes de 1 RM e de força isométrica máxima. O tamanho total do músculo e da área transversal foi determinada por ressonância magnética antes do início e após 12 semanas de treinamentos. Continue reading

Jun 25

Meios para maximizar a recuperação pós-treino

É comum observarmos indivíduos treinando corretamente, alimentando-se o melhor possível e dormindo 08 hs. por noite e mesmo assim sentindo-se cansados ou sem pique para suportar o treinamento do dia seguinte, ou mesmo o desempenho das atividades do cotidiano. O sucesso está no planejamento adequado de todos os fatores que norteiam o treino: nutrição equilibrada e nutritiva, seqüência de exercícios físicos adequados e recuperação apropriada para o corpo e a mente.

Somente dormir, possivelmente não seja o melhor para a recuperação, nem o melhor meio de equilibrar o organismo após um treino. A recuperação excelente é um intercâmbio entre os âmbitos nutricional, físico-químico e mental do ser humano. Se nos recuperarmos de forma inteligente, melhor será o nosso rendimento no próximo treino e melhor será a nossa saúde geral. Continue reading